Blog da Construção AZConstrução BEM FEITADesafios da ConstruçãoDicas de OuroDicas na ConstruçãoDúvidas na ConstrucaoEngenharia Construção AZErros comuns na construçãoErros mais comuns na construçãoFAQ da ConstruçãoGarantias da ConstruçãoGastos na ObraGuia da Construção AZPatologia da ConstruçãoPilares da ConstruçãoQuanto TEMPO DURA um imóvel

Patologia da Construção: 10 Problemas que Você DEVE Entender

56 / 100

Patologia da Construção: 10 Problemas que Você DEVE Entender

A patologia da construção é um ramo da engenharia que se dedica ao estudo das causas e mecanismos de deterioração das edificações. O conhecimento dos principais problemas patológicos é crucial para garantir a segurança, durabilidade e habitabilidade das construções.

Neste guia completo, você encontrará:

10 dos problemas patológicos mais comuns em construções:

    1. Fissuras e Trincas:

      • Causas: retração do concreto, movimentação do solo, sobrecarga estrutural, vibração, etc.
      • Consequências: comprometimento da estética, da impermeabilidade e da resistência estrutural.
      • Solução: reparo com resinas epóxi, injeção de grout, reforço estrutural, etc.
    2. Umidade:

      • Causas: infiltração de água, condensação, capilaridade, etc.
      • Consequências: deterioração dos materiais, proliferação de fungos e bactérias, insalubridade.
      • Solução: impermeabilização, isolamento térmico, ventilação adequada, etc.
    3. Eflorescências:

      • Causas: migração de sais solúveis para a superfície do material.
      • Consequências: manchas, deterioração estética, diminuição da resistência do material.
      • Solução: impermeabilização, revestimentos específicos, limpeza com produtos adequados.
    4. Corrosão:

      • Causas: ação de agentes externos (oxigênio, água, produtos químicos), ataque de micro-organismos.
      • Consequências: perda de seção transversal das armaduras, fragilização da estrutura.
      • Solução: proteção das armaduras, uso de materiais inoxidáveis ou com alta resistência à corrosão, revestimentos protetivos.
    5. Carbonatação:

      • Causas: reação do concreto com o CO2 presente no ar.
      • Consequências: redução da alcalinidade do concreto, corrosão das armaduras.
      • Solução: uso de concreto com alta resistência à carbonatação, revestimentos protetivos, carbonatação induzida.
    6. Deformações:

      • Causas: sobrecarga estrutural, retração do concreto, recalque do solo, etc.
      • Consequências: fissuras, trincas, problemas de vedação, comprometimento da estética.
      • Solução: reforço estrutural, redimensionamento da estrutura, correção da causa da deformação.
    7. Desgaste:

      • Causas: ação abrasiva de materiais, erosão, tráfego intenso, etc.
      • Consequências: perda de material, redução da vida útil da construção.
      • Solução: uso de materiais resistentes ao desgaste, revestimentos protetivos, manutenção regular.
    8. Patologias em Revestimentos:

      • Causas: fissuras, bolhas, descolamento, etc.
      • Consequências: infiltração de água, deterioração estética, insalubridade.
      • Solução: uso de materiais compatíveis com o substrato, aplicação correta dos revestimentos, manutenção regular.
    9. Patologias em Instalações:

      • Causas: vazamentos, entupimentos, corrosão, etc.
      • Consequências: danos à estrutura, insalubridade, risco de acidentes.
      • Solução: projeto adequado das instalações, uso de materiais de qualidade, manutenção regular.
    10. Problemas Estruturais:
      • Causas: dimensionamento inadequado, falhas na execução, sobrecarga, etc.
      • Consequências: risco de colapso, fissuras, deformações.
      • Solução: avaliação por um engenheiro estrutural, reforço estrutural, correção da causa do problema.

Para cada problema:

  • Causas: explicação detalhada das origens do problema.
  • Consequências: impacto na segurança, durabilidade e habitabilidade da construção.
  • Soluções: medidas para prevenir, corrigir ou mitigar o problema.

Outras informações relevantes:

  • Prevenção: importância da inspeção regular, manutenção preventiva e acompanhamento profissional.
  • Profissionais qualificados: importância de consultar engenheiros e arquitetos para o diagnóstico e tratamento de patologias.
  • Normas técnicas: importância de seguir as normas da ABNT para garantir a qualidade da construção.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *